sábado, 21 de fevereiro de 2009

Que Grande Braga



O título não podia ser mais elucidativo, o Braga soma e segue na Taça UEFA. Os comandados de Jorge Jesus deram um "banho de bola", e estas foram palavras de Boloni, ao Standart de Liége, que é apenas o campeão belga em título e actual líder da mesma liga.

O Braga jogou que se fartou, não foram só os três golos que me chamaram a atenção, foi o fio de jogo, as oportunidades criadas, a qualidade que esta equipa apresenta em todos os sectores, senão vejamos, na baliza temos o actual titular da selecção nacional, Eduardo, na defesa temos um João Pereira em grande forma na lateral direita e um Evaldo que mais parece ter pilhas Duracel, visto que não falhou qualquer jogo desde o inicio da época, estes dois laterais apoiados pela experiência de Frechaut e pela velocidade de André Leone, que até fez um golo frente ao Standart. E é bom lembrar que se encontram lesionados Rodriguez, Moisés e Paulo Jorge. No meio campo temos um sempre regular Vandinho, e depois três médios de cariz ofensivo, o rapidissimo Alan pela direita, o técnicista César Peixoto pela esquerda e no apoio directo aos dois pontas-de-lança, Luís Aguiar, este uruguaio ainda vai dar que falar, tem estado muito bem a conduzir a manobra ofensiva bracarense. Lá na frente, Meyong, já não é surpresa para ninguém a eficácia do camaronês e uma das surpresas do campeonato, Rentería. Sobre o colombiano, uma vez um bom amigo meu disse-me que Rentería deve ser provavelmente o melhor ponta-de-lança do mundo, se estes não vivessem de golos. Mas o mais engraçado é que Renteria começa a aliar às boas exibições, os ditos golos. Será que estamos a assistir à afirmação de mais um grande ponta-de-lança do campeonato português? O tempo o dirá...

Uma palavra também para o técnico desta equipa, Jorge Jesus. É para mim, actualmente, um dos melhores treinadores portugueses. Jorge Jesus alia um excelente conhecimento técnico e táctico a uma coragem como não vejo desde os tempos de José Mourinho, basta ver o jogo do Braga em Milão para perceber do que estou a falar, um treinador que vai a San Siro jogar com cinco homens de ataque, e consegue bater-se de igual para igual com uma das melhores equipas do mundo, é de dar valor. Jorge Jesus terá para o ano um lugar garantido num grande...

Só esperemos que este Braga chegue muito longe na Taça UEFA... Força Braga!!!


FOTO: REUTERS

2 comentários:

pascoal sousa disse...

Boa análise. Só dois comentários: o Leone foi de facto mais rápido na abordagem dos lances defensivos, para mim foi uma novidade porque pecava pela extrema lassidão de movimentos, talvez fruto de alguma inadaptação ao futebol português; Renteria: agora sim, com golos complementa melhor aquilo que dele se diz acerca de ser o jogador do Braga que mais volume de jogo ofensivo cria. É um facto. Não lhe chamaria era ponta-de-lança - mas apenas avançado, porque é o jogador que goza de maior liberdade de acção entre o corredor esquerdo e a zona central da área adversária, onde entra ou em diagonal ou fugindo das costas dos centrais. Abraço

Telmo Filipe disse...

Caro Bigsousa. Muito obrigado pelo seu comentario, o Chuto de Letra valoriza muito os comentarios construtivos dos nossos leitores... de facto embora o sistema do braga envolva dois pontas de lança, neste caso tanto meyong como renteria sao mais avançados do que propriamente pontas de lança... um abraço... volte sempre...