terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Renteria: Craque, mas pouco...


Se um avançado não fosse, sobretudo, avaliado pela quantidade de golos que marca, Renteria seria provavelmente um dos melhores, se não o melhor, atacante a jogar em Portugal.

O jogador contratualmente ligado ao FC Porto e emprestado ao Sporting de Braga é seguramente - e sem fazer nenhum estudo objectivo - o avançado que dispõem do maior número de oportunidades de golo por jogo. Porém, na hora de atirar a contar, o colombiano bloqueia e ora chuta para fora, ora permite a defesa do guarda-redes adversário.

Renteria tem uma apreciável capacidade técnica, mas destaca-se sobretudo pela movimentação inteligente, que tantas vezes o coloca isolado na cara do golo, e pela maneira como consegue segurar a bola, o que faz como poucos em Portugal.

Resumindo, o bracarense tem quase tudo o que um treinador pede num avançado, mas tal não não faz dele um goleador, nem estas capacidades garantem, só por si, os pontos em disputa durante os 90 minutos.

Em Portugal, Renteria ficou marcado por um golo falhado em 2006/07, em pleno Estádio da Luz diante do Benfica e parece que nunca se conseguiu livrar desse momento, que lhe valeu uma critica mais ou menos unânime: é craque, mas pouco, devido às inúmeras oportunidades que desperdiça.

Porém, Renteria nunca foi um goleador. No Chicó, da Colombia fez apenas 13 golos em 43 jogos e no Brasil, pelo Internacional, facturou somente seis vezes em 33 jogos, no FC Porto não tem um único golo em seis partidas e no Estrasburgo somou nove golos em 28 encontros.

Os números são claros, não estamos de facto perante um matador, mas Renteria continua a ser craque se excluirmos o índice de aproveitamento e aos 23 anos, parece ainda ter muito para dar. Julgo que daria muito jeito ao FC Porto, numa altura em que a equipa parece necessitar de mais um avançado. Encaixaria bem quer ao lado de Hulk, quer ao lado de Lisandro, quer como um bom suplente a ser lançado durante as partidas por Jesualdo Ferreira. Isto, desde que não se espere que seja ele a resolver os jogos, quando os dragões estiverem aflitos!

6 comentários:

Ricky_cord disse...

Começa a acertar mais vezes na baliza o colombiano que acredito que ainda vai melhorar mais

José Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Lemos disse...

Caro Carlos, não posso concordar. Um avançado não pode ser exclusivamente analisado pela quantidade de golos de marca!

Aliás, por exemplo, Nuno Gomes tem vindo a sofrer ao longo dos anos críticas em minha opinião infundadas, de pessoas que não compreendem a essência do seu jogo. Que é essencialmente abrir espaços para outros, arrastando marcações, tabelar, enfim, jogar com inteligência.

Renteria é igual. É algo trapalhão, é verdade, mas Meyong pode agradecer em boa parte ao colombiano grande parte dos golos que tem marcado esta época. Renteria, embora não seja um exímio finalizador, desgasta imenso a defesa contrária, abrindo ao mesmo tempo inúmeros espaços, porque joga com qualidade e de forma inteligente.

Principalmente por isso, e não só por questões disciplinares como muita gente diz, que Jesus opta incondicionalmente por Renteria em detrimento de Linz, que certamente lhe teria rendido mais alguns golos. Só que Jesus (como qualquer bom treinador) vê a equipa como a soma de todas as individualidades, e não coloca as individualidades à frente dos interesses da equipa.

Sei que a minha opinião pode ser polémica, mas considero Renteria como um dos grandes avançados da Liga Sagres.

Obviamente que tudo o que digo, aplica-se sobretudo em esquemas que joguem dois avançados, e não que utilizem apenas um homem na frente, ficando portanto mais dependentes da performance goleadora deste.
Aí, Nuno Gomes e Renteria, cada um no seu estilo, embora pisando terrenos semelhantes e tendo formas de actuar semelhantes, são grandes avançados.

Cumprimentos

Jotas disse...

Um feliz Natal e Bom Ano, são os votos deste assíduo visitante deste fantástico espaço.
Jotas e família

Gerson Sicca disse...

Carlos, errar conclusões demais é um problema que pode ser resolvido. Basta treino e um treinador inteligente q mostre ao jogador onde estão os erros.
Realmente Rentería tem boa movimentação, mas não é jogador de fazer muitos gols. Ainda tem tempo de mudar.
Um grande abraço e um feliz natal pra ti e pra toda a família!

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e achei um barato e gostaria de convidar para acessar o meu também, conferir a postagem desta semana: Estratégia Esportiva – Versão: A águia e a galinha. E fizemos também uma mensagem especial de fim de ano para você.
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.